Skip to content Skip to sidebar Skip to footer

Devocional com Juliano Son: Trazendo à memória a razão da nossa esperança

Num espaço de tempo de três dias foram dois acontecimentos históricos de importância máxima. A nossa fé é fundamentada nesses dois acontecimentos. Existe esperança por causa desses dois acontecimentos. A humanidade foi transformada, o clímax da revelação, a centralidade do evangelho, tudo apontava para esses dois acontecimentos. Os profetas, os textos antigos e todo futuro do universo depende desses dois acontecimentos.

Jesus Cristo morreu e ressuscitou.
Morreu o homem e ressuscitou o Senhor e Deus.

Porque Jesus morreu, é possível VIDA.
Porque Jesus obedeceu, é possível perdão para a nossa desobediência.
Porque Jesus aceitou a cruz, é possível sermos aceitos pelo Pai.
Porque Jesus recebeu o nosso castigo, temos paz com Deus.

E em tudo isso nós cremos porque Jesus, o cordeiro de Deus, morto, não por coincidência mas por providência, na páscoa ressuscitou ao terceiro dia. Ele não permaneceu morto e porque Ele vive nós podemos sim crer no amanhã.

Porque Ele vive a nossa fé não é vã, a nossa fé é viva. Porque Ele vive, assim como os primeiros discípulos que ficaram sem esperança em sua morte, mas foram transformados na ressureição de tal forma que deram as suas vidas.

Porque Jesus vive nós também vivemos, não na expectativa dessa vida mas na expectativa da outra vida quando também haveremos de ressuscitar para uma gloriosa e eterna existência.

Por isso querido alegrem-se no Senhor, não pertencemos a esse tempo passageiro.

Ele vive e porque Ele vive nós também haveremos de viver.

E que nesse dia vem ser trazido à memória a razão da nossa esperança.

Por Juliano Son, presidente do Livres.

O Livres atua em missões contínuas e de curto prazo no sertão Piauí a fim de que muitas vidas sejam alcançadas, transformadas pelo conhecimento do profundo amor de Deus por suas vidas. Faça parte do avanço do evangelho no sertão, clique aqui.