Skip to content Skip to footer

em nós
e através
de nós

A história de missões do Livres teve início em 2005, quando o pastor Juliano Son ouviu o relato sobre o tráfico e exploração sexual de crianças no Nepal de uma missionária e decidiu tomar uma ação efetiva para ajudar a combater esse tipo de situação.

Começou a compor, reuniu a banda Livres para Adorar e investiu os recursos da música para ajudar na causa. A partir disso, Juliano Son foi cada vez mais se envolvendo com as ações que para a transformação da vida de pessoas e comunidades em situação de vulnerabilidade e alto risco. [ Ajudar os órfãos e as viúvas – Tiago 1:27 ]

E como surgiu a missão Livres? “Duas experiências inquietaram o meu coração antes de tudo”, diz Juliano Son.

A primeira aconteceu em Moçambique, onde viveu por 3 meses entre missionários que faziam ações evangelísticas de curta duração em aldeias rurais em Pemba, cidade portuária ao norte do país. Ali, a principal ferramenta usada era uma tela branca onde passava-se um filme sobre a narrativa de Jesus e, da caçamba de um pequeno caminhão por onde éramos transportados e que servia de palanque, o Evangelho era anunciado. De aldeia em aldeia, de comunidade em comunidade, o mesmo trabalho era realizado e o que ouvíamos, na época, era que esses missionários haviam gerado mais de seis mil igrejas.

A segunda experiência foi vivida em uma das nossas viagens com a banda [Livres]. No interior do Mato Grosso do Sul, conhecemos um pastor que realizava ações por meio de um festival que rodava as cidades do interior do estado. De cidade em cidade, por meio do festival, as boas novas eram anunciadas e ficamos sabendo de inúmeros testemunhos que acabaram gerando alegria e grande inquietação.

“Muitos sabem que o que nos trouxe ao estado do Piauí, em janeiro de 2013, foi o amor do Senhor pelas crianças locais em situação de vulnerabilidade. Mas, logo que chegamos, ao andarmos pelos interiores (sertão) para conhecer a realidade na qual muitas dessas crianças estão, nos deparamos com a escassez da presença da Igreja neste confim da nossa terra brasileira.”

Enfim, as inquietações encontraram um lugar para se aquietarem e, junto com amigos, começamos a sonhar com um sertão alcançado. Assim, nasceu a Missão Livres!